Americano que decepcionou no Bahia fecha acordo para receber R$ 900 mil do time

Sem deixar saudades no Fazendão, onde atuou em 2015 e vestiu a camisa do Bahia por apenas 130 minutos em partidas oficiais, o americano Freddy Adu chegou a um acordo com a atual diretoria tricolor para receber valores que cobrava do Esquadrão na justiça.

Adu cobrava 3 meses de salários atrasados, cujo valor atualizado chegam a  aproximadamente R$ 320 mil, 13º salário (cerca de R$ 80 mil), férias (em torno de R$ 105 mil), depósito de FGTS (R$ 82 mil) e ainda multas dos artigos 467 e 477 da CLT pelo não pagamento da rescisão, (R$ 245 mil).
Todos os valores cobrados pelo americano superavam R$ 1 milhão, mas o atleta preferiu evitar uma longa batalha judicial, aceitando um acordo para receber menos do tricolor.
O americano chegou a ser apontado como o ‘próximo Pelé’, mas com apenas 27 anos está desempregado e sofre para encontrar uma agremiação para jogar, com o Bahia tendo sido o último grande clube em que o atleta atuou.