No jogo que fechou a 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Vasco, mandando sua partida em Volta Redonda, acabou sendo derrotado em casa pelo Atlético-PR por 1 a 0, nesta segunda-feira.

Depois de um primeiro tempo sem grandes emoções, o Atlético-PR fez o seu gol aos 15 minutos da etapa final, com Ribamar, após falha de Henrique.

Com este resultado, o Atlético-PR quebra um jejum de nove jogos sem vitória no ano (seis derrotas e três empates) e consegue três pontos no Brasileiro pela primeira vez desde 25 de junho, contra o Vitória.

O resultado também significa a primeira vitória do Atlético-PR contra o Vasco no Rio de Janeiro em toda a história do Campeonato Brasileiro.

O Atlético-PR vai aos 20 pontos e sobe para a 14ª posição. Já o Vasco segue com 23 pontos, na oitava colocação do Campeonato Brasileiro.

O jogo

O Vasco começou a partida tentando pressionar a saída de bola do Atlético-PR. Mesmo com a forte marcação, os paranaenses tiveram a primeira chance de gol, aos quatro minutos. Após cruzamento, Ribamar cabeceou, mas para fora.

Enquanto os cruzmaltinos sofriam com os erros de passes e não incomodavam Weverton, os visitantes eram mais organizados e conseguiam se aproximar do gol. Aos 18 minutos, após falta cobrada na área, Lucho González apareceu sozinho, mas cabeceou na rede pelo lado de fora.

Com o jogo concentrado entre as intermediárias, as chances de gol não existiam. O Vasco só conseguiu chutar pela primeira vez aos 29 minutos, com Paulo Vitor, só que sem perigo para Weverton. Depois, Bruno Paulista assustou em cobrança de falta que foi pela linha de fundo.

Nos minutos finais, o panorama da partida continuou o mesmo. O Vasco tinha mais posse de bola, mas errava muitos passes. O Atlético-PR tentava emplacar nos contra-ataques, sem sucesso. Assim, o duelo foi para o intervalo com o placar inalterado.

No segundo tempo, os donos da casa voltaram com mais intensidade e quase abriram o placar logo com um minuto. Mateus Vital arriscou de fora da área, a bola quicou errado no gramado e por pouco não enganou Weverton, que fez a defesa com o peito. O Atlético-PR não se intimidou e respondeu aos cinco. Lucho González chutou colocado no canto, mas Martín Silva estava atento para salvar os cariocas.

O Vasco continuava tendo mais posse de bola, mas quem abriu o placar foi o Atlético-PR, aos 15 minutos. Em contra-ataque rápido, Pablo cruzou, contou com a falha de Henrique e viu Ribamar só tocar para a rede.

O revés fez os cruzmaltinos se lançarem ao ataque. Os cariocas chegaram com perigo aos 19 minutos, em chute de fora da área de Paulo Vítor, que obrigou Weverton a fazer grande defesa. Depois, foi a vez de Gilberto tentar de longe e Thalles quase empurrar para o gol.

Com o passar do tempo, o Vasco tentou aumentar a pressão em busca do empate, mas continuava tendo muita dificuldade em criar boas jogadas. O Atlético-PR recuou e esperava os erros cruzmaltinos para tentar os contra-ataques.

Nos minutos finais, o jogo voltou a ter emoção. O Vasco chegou com perigo em cabeceio de Rafael Marques. O Atlético-PR respondeu em chute de Felipe Gedoz que obrigou Martín Silva a fazer boa defesa. Já nos acréscimos, os cruzmaltinos tiveram duas chances de empatar. Na primeira, Henrique chutou, Weverton desviou e a bola foi na trave. No rebote, foi a vez de Paulo Vitor acertar o travessão.

Assim, os paranaenses conseguiram manter o resultado positivo em Volta Redonda.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 0 X 1 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data: 31 de julho de 2017, segunda-feira
Hora: 20h (de Brasília)
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Fabio Pereira (TO)
Renda: R$ 217.000,00
Público: 6.121 pagantes
Cartões amarelos: Jean, Bruno Paulista e Guilherme (Vasco); Rossetto, Felipe Gedoz e Pablo (Atlético-PR)
GOL: ATLÉTICO-PR: Ribamar, aos 15 min do segundo tempo

VASCO: Martín; Gilberto, Rafael Marques, Jomar e Ramon (Henrique); Jean, Bruno Paulista, Guilherme (Thalles), Mateus Vital e Paulinho (Manga Escobar); Paulo Vítor. Técnico: Milton Mendes

ATLÉTICO-PR: Weverton; Cascardo, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Pavez, Rossetto e Lucho González (Lucas Fernandes); Nikão (Ederson), Pablo e Ribamar (Felipe Gedoz). Técnico: Fabiano Soares