sábado, maio 21, 2022
BNR-728X90-RENOVACAO---SOCIAL
BNR-728X90-RENOVACAO---ILUMINACAO
BNR-728X90-RENOVACAO---PAVIMENTACAO
HomeBahiaBahia vê início promissor ser estragado por expulsão e não resiste ao...

Bahia vê início promissor ser estragado por expulsão e não resiste ao Vasco

Nunca duvide do futebol. Volta e meia, o esporte sempre surpreende e prega boas peças. E nesta segunda-feira, em São Januário, não foi diferente. Em uma noite que parecia que o Bahia traria um bom resultado do Rio de Janeiro, um lance acabou comprometendo toda a partida da equipe. Depois de um bom início de jogo, quando teve uma série de chances claras de gols, mas não teve competência para marcar, o Tricolor cometeu um erro técnico determinante e ficou com um jogador a menos. Lance que originou o primeiro gol do Vasco e que começou a desenhar a derrota do time baiano, valente, mas que não foi capaz de segurar o adversário durante todo o confronto. 

O Bahia foi a campo cheio de novidades no time titular pelos mais variados motivos: lesão, desgaste físico e, claro, por opção técnica de Enderson Moreira. Com isso, Everson, Nilton, Paulinho e Élber ganharam nova chance na equipe. O primeiro assumiu o posto de Lucas Fonseca, machucado, o volante ficou com a vaga de Elton, poupado, enquanto o lateral-esquerdo jogou mais avançado, assumindo o posto de Zé Rafael e fazendo dobradinha com Léo pelo setor. Já Élber retomou a posição de titular, no lugar de Clayton. Com o retorno de Gilberto, Edigar Junio voltou a ser sacado do time principal.

O Bahia teve um primeiro tempo de superioridade sobre Vasco enquanto estava com 11 ou até com 10 jogadores. Apesar de ter menos posse de bola (42% contra 58%), o time agrediu mais (finalizou nove vezes contra uma dos mandantes). Nos primeiros minutos, o Tricolor sufocou os mandantes, aproveitou os espaços deixados e jogou em velocidade. E isso passou por algumas das mudanças feitas por Enderson. Nilton apareceu na frente, assim como Élber, ambos com boa movimentação pelo lado direito.

Com um jogador a menos, Bahia não resiste ao Vasco e acaba derrotado — Foto: André Durão / GloboEsporte.com

Aos 31 minutos, Douglas Grolli não conseguiu afastar uma bola, que sobrou para Andrés Ríos na cara do gol. Douglas foi firme no lance e cometeu falta dura, que resultou em pênalti e expulsão justa. Fernando entrou no lugar de Paulinho, e Yago Pikachu marcou de pênalti. Com um jogador a menos, o Bahia se defendeu formando duas linhas com quatro jogadores e apenas Gilberto à frente. Ainda assim, o Tricolor seguiu martelando o Vasco em busca do empate e correu poucos riscos defensivamente. Comprometimento que acabou resultando no gol de Gilberto, responsável por seis finalizações somente na primeira etapa.

O empate e, principalmente, o fato de estar com um jogador a menos, não impediram que o Bahia seguisse buscando o segundo gol na etapa final. O time foi perigoso nas descidas em contra-ataque. Mas voltou a pecar nas decisões finais nas construções das jogadas. E com o passar do tempo, essas chances foram surgindo cada vez mais, já que o Vasco ficou mais nervoso, se arriscou e deixou sua defesa desguarnecida.

A derrota não pode esconder que o Bahia teve bom desempenho na noite desta segunda mesmo com um jogador a menos. O problema é que o rendimento da equipe só mostrou o quanto a expulsão fez toda diferença e custou muito caro. Situação frustrante e que deixa claro o quanto a equipe poderia ter conquistado um bom resultado jogando fora de casa. Agora na 15ª posição, com 29 pontos, um a mais que a Chapecoense, clube que abre a zona de rebaixamento, o Tricolor vai ter que se recuperar em casa contra o Flamengo.

- Advertisment -
WhatsApp Image 2021-08-18 at 5.26.23 PM
Screenshot_3
549874643216798-4
f54459f1-2954-40f7-b3a6-7858147561ae
IMAGEM

Mais lidas