Com contrato até o fim do ano, Bahia prioriza renovação com atacante Élber

0

Titular absoluto no time de Roger Machado e um dos destaques do Bahia neste primeiro semestre, o atacante Élber já está negociando a sua permanência no clube por mais tempo. Com vínculo até o fim do ano e podendo assinar pré-contrato com qualquer agremiação a partir de junho e sair de graça, a diretoria tricolor corre para garantir a permanência do camisa 7.

A diretoria aproveitaram a suspensão das competições e a estagnação do mercado da bola para acelerar o processo de renovação, sair na frente de possíveis concorrentes e deixar tudo amarrado com Élber. A ideia é não correr o risco de perdê-lo de última hora ou, caso ocorra, garantir uma compensação financeira.

Em bate-papo ao vivo ontem, no perfil do clube no Instagram, o presidente Guilherme Bellintani falou sobre a vontade de manter o atleta em Salvador. “É um jogador muito importante. Vamos fazer todo o esforço para mantê-lo aqui, pra que ele renove com a gente. Estamos trabalhando para isso. Ele está muito adaptado ao clube e está feliz aqui conosco”, afirmou o presidente, que não informou qual o tempo de contrato proposto.

Élber está no Esquadrão desde 2018. Já vestiu a camisa azul, vermelha e branca em 118 oportunidades e soma 14 gols pelo clube. Só neste ano, já balançou as redes quatro vezes. Além disso, ostenta no currículo o bicampeonato baiano (2018 e 2019).

Outro que deve permanecer no Bahia é o volante Gregore. De acordo com Bellintani, o jogador sempre recebe sondagens, mas ele garante que, até o momento, não chegou proposta que desperte o interesse do time em vendê-lo.

“A gente está preparado para perder qualquer jogador, desde que a proposta seja boa. Não temos nenhuma proposta que nos agrade. É um jogador muito importante pra gente, para Roger Machado, e segue no clube”, assegurou.

Time de aspirantes

Mesmo com a possibilidade real do encerramento antecipado Baianão, por conta da pandemia do coronavírus, o presidente do Bahia não pensa em se desfazer do elenco de transição e espera colher ainda mais frutos com o projeto.

“O objetivo é manter o time. É um projeto em que estamos investindo e esperamos retorno. A única coisa que poderia mudar isso seria se o Brasileiro de Aspirantes não acontecesse. Aí, seriam quase sete meses sem competições e teríamos que repensar. Mas amanhã [hoje] já teremos um posicionamento – terá uma reunião com clubes e CBF”, falou.

“O time de aspirantes conseguiu dar uma grande folga para o principal. Conseguiu alcançar o seu objetivo. Será uma pena se tivermos que acabar com o projeto por causa dessa situação. Mas caso ocorra, vamos conversar pra ver quem poderá incorporar o time principal”, completou.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here