segunda-feira, junho 27, 2022
BNR-728X90-RENOVACAO---SOCIAL
BNR-728X90-RENOVACAO---ILUMINACAO
BNR-728X90-RENOVACAO---PAVIMENTACAO
HomeDESTAQUESComo no masculino: final entre Santos e Corinthians no Brasileiro feminino terá...

Como no masculino: final entre Santos e Corinthians no Brasileiro feminino terá torcida única

“Fazer futebol feminino no Brasil não é fácil”.

A frase é do diretor de futebol feminino do Corinthians/Audax e foi dita após um longo desabafo do dirigente por conta da determinação do Ministério Público para que os dois jogos da decisão do Campeonato Brasileiro feminino, entre Corinthians e Santos, seja feito apenas com torcida do clube mandante.

O primeiro duelo ocorre nesta quinta-feira, às 18h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, em Santos. Como a entrada é gratuita, o Ministério Público considerou o confronto de alto risco, enviou um comunicado para a Federação Paulista e determinou que as partidas sejam com torcida única, mesma regra que vale para os torneios masculinos no Estado.

A informação foi publicada inicialmente pela Folha de S.Paulo.

“É uma demagogia terrível. Uma medida rigorosa que busca resolver um problema que não é do futebol. A violência é um problema no país. Isso tira a chance de aumentar a divulgação e a festa de uma modalidade que ainda busca meios de se manter viva no Brasil”, disse Pedro Cruz, diretor de futebol da parceira Corinthians/Audax.

O cartola citou que os jogos do torneio vinham dando bom público e até citou o rival. “O Santos levou oito mil pessoas na semifinal do campeonato, na Vila Belmiro. O público que vai aos jogos tem um perfil diferente. São famílias e familiares das atletas. Essas pessoas serão privadas agora”, afirmou.

A decisão do Ministério Público chegou aos clubes somente na terça-feira, antevéspera do primeiro jogo da final. Os clubes argumentam que não tinham nada o que fazer. Essa é a mesma justificativa da Federação Paulista.

“A sede das principais torcidas organizadas de Corinthians e Santos estão em São Paulo. Já tinha nas redes sociais mensagens incentivando os torcedores do Corinthians para invadir a Vila Belmiro. Não podemos esperar o pior”, justificou o promotor Paulo Castilho para a “Folha de S.Paulo”. Ele não atendeu a reportagem.

A medida de torcida única, no entanto, é avaliada por muitos como controversa. Não costuma ser aplicada em clássicos nos torneios femininos nem mesmo em jogos de base onde a entrada é gratuita. Isso também revoltou Cruz.

“É difícil falar isso, mas parece que é interessante fazer dois jogos de final com torcida única. Por quê? Não sei. Mas Acho que poderiam ter pensando em outras medidas. Será ruim para os dois times. Se o Santos for campeão, vai comemorar sem torcida em Barueri [no dia 19 de julho, no segundo jogo da final]”, disse Cruz.

- Advertisment -
WhatsApp Image 2021-08-18 at 5.26.23 PM
Screenshot_3
549874643216798-4
f54459f1-2954-40f7-b3a6-7858147561ae
IMAGEM

Mais lidas