Corinthians não aceita adiamento de clássico e pensa que São Paulo quer levar vantagem

O Corinthians não vê com bons olhos uma mudança na data do clássico contra o São Paulo, após pedido do time tricolor junto à Federação Paulista de Futebol.

Segundo pessoas da alta cúpula corintiana, os são-paulinos querem levar vantagem com o adiamento do Majestoso, marcado para 26 de março, pelo Campeonato Paulista.

“Se fosse o contrário, jamais iriam compreender a nossa situação. Cada um tem seus problemas. A data está lá e tem que cumprir o jogo”, disse uma pessoa influente nos bastidores do clube.

O motivo da solicitação tricolor é a convocação de atletas às seleções, já que o clássico será realizado dentro de uma data Fifa.

No período, os atletas convocados devem ficar à disposição dos selecionados de seus países, casos dos corintianos Fagner (Brasil), Romero e Balbuena (Paraguai – a lista sai amanhã), além dos são-paulinos Cueva (Peru), Pratto e Buffarini (Argentina).

Mesmo assim, o Corinthians é contra o adiamento do Majestoso, que será realizado com mando de campo são-paulino, no Estádio do Morumbi.

Neste domingo, o presidente do São Paulo, Leco, apontou que gostaria de ver o clássico ser disputado com todos os atletas, por isso o pedido para adiar o duelo.

Por outro lado, acreditam que seja difícil adiar o confronto por falta de datas disponíveis no calendário, já que o Majestoso acontece na penúltima rodada antes das finais do Paulistão.