Nada melhor que uma vitória para deixar o ambiente mais leve e o trabalho tranquilo. Neste início de temporada, contudo, o Bahia ainda não teve essa sensação. Depois de deixar a Flórida Cup com duas derrotas, o Tricolor empatou sem gols com o Fortaleza na primeira partida oficial do ano, pela Copa do Nordeste. Neste domingo, a equipe baiana tem uma grande oportunidade de conquistar o primeiro triunfo. Em sua primeira partida em casa neste ano, o Bahia recebe o Jacobina às 18h30 (de Salvador), no estádio de Pituaçu, na rodada de abertura do Campeonato Baiano – a Fonte Nova não poderá receber a partida, porque está em processo de reforma do gramado.

Para a estreia no Baianão, o técnico Guto Ferreira deve mandar a campo uma equipe diferente daquela que foi titular no confronto da última quinta-feira, contra o Fortaleza. Com a previsão de uma rotina intensa de partidas, o treinador pretende fazer um rodízio no time principal, a fim de evitar o desgaste e dar ritmo de jogo para todos os atletas. Em entrevista concedida nesta semana, Guto explicou o objetivo das mudanças realizadas na equipe entre uma partida e outra.

– Agora, para você ter um grupo forte, você tem que dar condição para todos trabalharem bem, não só em treinamento, mas em jogo. E não só esporadicamente. É preciso sempre estar atuando. Nos jogos em um grau de dificuldade mais alto, uma escolha. Nos jogos em um grau de dificuldade mais baixo, se não tiver nada próximo, aí você pode ir para o melhor, porque você também tem que manter ritmo. Agora, tendo jogos próximos, você tem que ver situações de treinamento, de descanso. Você tem que administrar da melhor maneira possível para fazer um Bahia forte, independente de quais competições você vai jogar. O mais importante, o Bahia não vai dar show em todo jogo. O importante é você ir traçando etapas para, na reta final de cada competição, você estar forte, estar bem e, com essa condição que você criou, a equipe possa disputar e vencer as competições – acredita Guto Ferreira.

Poupados do jogo contra o Fortaleza, Renato Cajá, Edson e Tinga são alguns dos jogadores que têm grandes chances de ganhar uma vaga na equipe titular deste domingo. O trio integrou um grupo que sequer viajou para Fortaleza e ficou em preparação para o Baianão. Uma possível escalação do Bahia para o jogo de logo mais tem: Jean; Eduardo, Tiago, Jackson e Tinga [Armero]; Juninho e Edson [Renê Júnior]; Allione [Diego Rosa], Renato Cajá [Régis] e Zé Rafael; Hernane.
Quanto ao adversário, o Bahia vai ter pela frente uma equipe empolgada pelo vice-campeonato da Copa Governador do Estado em 2016. Em razão da boa campanha, o Jacobina assegurou a permanência do técnico Paulo Sales e a base da equipe que disputou a competição. No elenco que vai enfrentar o Tricolor, o Jegue da Chapada conta com nomes conhecidos no futebol do estado, como o goleiro Tiago Chitão, o volante Marconi e o atacante Marcelo Pano.

Confira a lista de relacionados

Goleiros: Anderson e Jean
Laterais: Eduardo, Júnior e Matheus Reis
Zagueiros: Éder, Lucas Fonseca e Rodrigo Becão
Volantes: Edson, Juninho, Júnior Ramos e Matheus Sales
Meias: Diego Rosa, Régis, Renato Cajá e Zé Rafael
Atacantes: Hernane, Gustavo, Mário e Kaynan
O JOGO
Bahia x Jacobina, Campeonato Baiano
Local: estádio de Pituaçu;
Horário: 18h30 (de Salvador)