segunda-feira, janeiro 17, 2022
BANNER_728x90px (4)
HomeBahia"Entramos mais ligados", afirma Agustín Allione

“Entramos mais ligados”, afirma Agustín Allione

Autor de um golaço no Ba-Vi que deu ao Bahia a classificação à final da Copa do Nordeste, o argentino Allione foi o centro das atenções na reapresentação da equipe no Fazendão. O meia definiu que o grande diferencial do Tricolor na partida de domingo, em relação aos clássicos anteriores, foi o foco do time: “A gente procurou estar mais ligado, mais concentrado, além de jogar um pelo outro. Esta foi a diferença”, disse em coletiva à imprensa, rechaçando seu protagonismo em campo.

Allione aponta melhora no foco como segredo do triunfo Tricolor - Foto: Felipe Oliveira | EC Bahia | Divulgação

Sobre o clima de felicidade no Fazendão, Allione descreveu o sentimento entre os jogadores. “Tanto eu como meus companheiros estamos felizes, mas também sabemos que já temos que nos concentrar para a primeira final do Baiano. Agora é aproveitar para se preparar bem e fazer um bom resultado na Fonte Nova”.

Allione criticou também sobre o clima de guerra e as brigas nos últimos clássicos. “Foi uma coisa ruim para o clássico. Não entro no mérito de quem começou, mas o que sei é nesse sentido a gente tem que melhorar e tentar que não aconteça de novo”. Já sobre a expectativa de o Vitória vir com mais gana para as finais do Baianão, o argentino foi taxativo. “O Vitória jogou com tanta vontade quanto a gente nos dois jogos. E se eles vierem com mais gana, a gente tem que ir com mais ainda. Não podemos relaxar porque eliminamos eles. Queremos ser campeões também”.

Guto

Na mesma ‘pegada’ que seu pupilo, o técnico Guto Ferreira também falou ontem, em entrevista, sobre a violência no clássico. “Acho que, se tivessem imagens de todos os Ba-Vis, tudo que acontece, poderíamos ter uma leitura mais correta de tudo que aconteceu. Nosso lado tem uma versão e cada um conta a sua. Acho que o mais importante, agora, é refletir sobre o acontecido e ter uma postura de maior respeito”.

O treinador comentou também sobre a possibilidade desses problemas ‘inflamarem’ os Ba-Vis que definirão o Baianão. “Nossa orientação é para controle. O que gera essa situação são provocações, episódios anteriores, uma série de coisas que chegam a ‘finalmentes’ como esse. Quando existe respeito, exige no todo, não numa partida única. O copo vai enchendo e chega uma hora que transborda. Isso que é ruim, as pessoas, antes de tudo, tem que se respeitar”, disse.

Tricolor procura Alecsandro

Com Hernane afastado por pelo menos três meses após uma fratura na tíbia, o Bahia já foi ao mercado em busca de um reforço para o ataque. Ontem, Oldegard Filho, agente do centroavante Alecsandro, 36, hoje no palmeiras, confirmou que o Tricolor o procurou para iniciar negociações para trazer o atleta para o Fazendão.

“É verdadeiro o interesse, mas até agora não houve uma proposta oficial. Vamos ver se anda. Já batemos um papo. Tem que ser discutido de clube para clube também”, afirmou Oldegard Segundo a publicação, existe a expectativa de o assunto ser resolvido entre as partes, com um acordo em definitivo. Alecsandro tem contrato com o Palmeiras até 31 de dezembro e disputou 7 jogos pelo Alviverde na temporada (somente um como titular) e não fez gols.

Alecsandro trabalhou com o técnico Guto Ferreira no Internacional e o treinador disse que seu ex-pupilo seria um bom reforço. “É um jogador de qualidade, experiente, e que viria para acrescentar. Agora, se vai existir uma negociação, isso não é comigo, mas com a diretoria”.

- Advertisment -
WhatsApp Image 2021-08-18 at 5.26.23 PM
Screenshot_3
549874643216798-4
f54459f1-2954-40f7-b3a6-7858147561ae
IMAGEM

Mais lidas