Em um jogo aberto e cheio de chances para os dois lados, o Bahia superou o Galícia na tarde deste sábado (18), em confronto válido pela 8ª rodada do Campeonato Baiano. O Esquadrão bateu o Granadeiro, que está ameaçado de rebaixamento, por 3 a 0, gols de Lucas Fonseca, Allione e Régis, mas o que chamou a atenção foi a péssima atuação do atacante Hernane, que perdeu um pênalti de forma irresponsável e acabou deixando o campo de jogo vaiado pela torcida tricolor.

A vitória manteve a invencibilidade do Bahia, que assumiu a vice-liderança do estadual, igualando o número de pontos do Fluminense e superando os feirenses no saldo de gols.

Já o Galícia segue amargurando a lanterna do estadual e agora precisa de um milagre para escapar da degola.

O jogo

Bahia e Galícia fizeram um primeiro tempo movimentado e de muitas chances para os dois lados. O Esquadrão dominou as ações e esteve perto de abrir o placar com Edson, que aproveitou escanteio cobrado por Régis e cabeceou para o gol, mas a bola bateu na trave.

Aos 25, Hernanes teve a chance de tirar o zero do placar ao ser encarregado de bater um pênalti par o Bahia. O Brocador, no entanto, foi displicente e tentou a famosa ‘cavadinha’, com o goleiro Hugo defendendo com facilidade no meio do gol. Na sequência, o camisa 9 pasou a ser vaiado pela torcida tricolor na Fonte Nova.

A grande chance do Galícia veio aos 32 minutos, em lance que o Granadeiro conseguiu linda troca de passes e a bola chegou em Nelinho, que fez fila na defesa tricolor mas falhou na finalização, chutando em cima de Jean.

Aos 41 minutos, quando tinha acabado de entrar no lugar do lesionado Tiago, Lucas Fonseca abriu o placar, O criticado zagueiro aproveitou falta cobrada por Juninho e mando de peito para as redes do goleiro Hugo: Bahia 1 a 0.

Segundo tempo

A partida continuou aberta na segunda etapa, com o Bahia quase ampliando já aos dois minutos de jogo. Em boa trama pelo meio, Allione serviu Régis, que tento de pé direito mas parou no goleiro Hugo. No rebote, Allione chutou forte mas mandou para fora.

A chance seguinte foi de Hernane, aos cinco, quando o atacante aproveitou rebote na área, antecipou o defensor mas mandou por cima da meta.

Aos 21, Hernane ainda teve mais uma chance de se redimir antes de ser substituído, mas voltou a falhar. O camisa 9 recebeu na área e tentou limpar a marcação antes de bater, mas o zagueiro conseguiu cortar mais uma boa chance do Esquadrão.

Na sequência da jogada Hernane foi substituído por Gustavo e mostrou descontentamento, se recusando a cumprimentar os companheiros e deixando o campo de jogo vaiado pela torcida tricolor presente na Fonte Nova.

Pouco depois da saída de Hernane o Bahia deslanchou a fazer gols. Primeiro, Allione ensinou ao ‘Brocador’ como se bate um pênalti e mandou uma bomba para ampliar o placar aos 29 minutos: Bahia 2 a 0, em lance que o Galícia acabou ficando com um jogador a menos

Após erro da defesa do Galícia em saída de bola, um minutos depois, Régis recebeu de frente para o gol e também deu aula a Hernane, tocando por baixo do goleiro para fazer mais um: Bahia 3 a 0.

‘Gustagol’, que entrou no lugar de Hernane, ainda teve grande chance de marcar aos 40 minutos. Régis fez fila na defesa do Galícia e tocou para o centroavante, que mesmo sem goleiro perdeu a chance de marcar, acertando o defensor na hora da conclusão.

FICHA TÉCNICA

Bahia 3 x 0 Galícia

Campeonato Baiano – 8ª rodada

Local: Fonte Nova, às 18h30

Arbitragem: Ricarle Gustavo Gonçalves Batista, assistido por Elicarlos Franco de Oliveira e Jucimar dos Santos Dias.

Gols: Lucas Fonseca, Allione e Régis.

Bahia: Jean, Wellington Silva, Tiago (Lucas Fonseca), Éder e Matheus Reis; Edson, Juninho e Régis; Zé Rafael (Maikon Leite), Allione e Hernane (Gustavo). Técnico: Guto Ferreira.

Galícia: Hugo, Elson, Adalto, Gustavo Rambo e Yuri; Magal, Rogério Xodó, Tácio e Nelinho; Lucas e Marcelo Salino. Técnico: Dênis Alves