Messi e Guardiola fazem doações milionárias para ajudar na luta contra o coronavírus

0

Lionel Messi e Pep Guardiola fizeram doações milionárias para a compra de suprimentos médicos na luta contra o novo coronavírus, informaram a imprensa espanhola e os centros que receberam essas doações. “Leo Messi faz uma doação para combater o #Covid19 no #CLÍNIC”, anunciou o Hospital Clínic nesta terça, 24, em sua conta no Twitter.

“Muito obrigado Leo, por seu compromisso e apoio”, acrescentou o centro de Barcelona.

Segundo o jornal esportivo catalão Mundo Deportivo, Messi teria feito uma doação de um milhão de euros para ajudar na luta contra a Covid-19, valor que ele distribuirá entre o Hospital Clínic e um centro de saúde em seu país.

Com esse dinheiro, esses centros poderão comprar suprimentos necessários para proteger a equipe médica que cuida das pessoas afetadas pelo novo coronavírus, que causou mais de 18.000 mortes em todo o mundo, de acordo com o último relatório da AFP.

Messi também participou de uma campanha da Fifa que visa alertar a população sobre medidas de proteção contra o novo coronavírus.

O Mundo Deportivo lembrou que “o jogador do Barça sempre esteve envolvido em projetos médicos solidários” e que ele geralmente colabora com a unidade que trata o câncer infantil no Hospital de Sant Joan de Déu, em Barcelona.

Messi não é a única personalidade ligada ao Barça comprometida na luta contra o coronavírus. O atual técnico do Manchester City, o catalão Pep Guardiola, também doou um milhão de euros, confirmou o Colegio de Médicos de Barcelona (COMB).

“O ex-jogador e ex-técnico do Barcelona e atual técnico do Manchester City, Pep Guardiola, fez uma doação para a Fundação Ángel Soler Daniel de um milhão de euros para a aquisição e fornecimento de suprimentos médicos em face da emergência de saúde pandêmica da Covid-19”, explicou em comunicado.

A Fundação Àngel Soler Daniel é uma entidade que ajuda “médicos idosos em situação precária” e atualmente canaliza as contribuições feitas na luta contra a pandemia, que na Espanha causou 2.696 mortes e quase 40.000 infectadas, segundo os últimos dados oficiais.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here