domingo, maio 22, 2022
BNR-728X90-RENOVACAO---SOCIAL
BNR-728X90-RENOVACAO---ILUMINACAO
BNR-728X90-RENOVACAO---PAVIMENTACAO
HomeCampeonato Baiano - Serie ANo Ba-Vi venceu quem foi mais fiel ao seu jogo

No Ba-Vi venceu quem foi mais fiel ao seu jogo

Já havia ficado muito bem claro que Bahia e Vitória possuem formações táticas idênticas, mas com aplicações diferentes. Enquanto o tricolor gosta da posse de bola, o rubro-negro busca o jogo vertical, por muitas vezes reativo, forçando o adversário subir suas linhas para jogar nos espaços vazios da defesa. Talvez, por querer tentar surpreender o adversário, a postura foi a inversa do Ba-Vi deste domingo – o Vitória venceu por 2 a 1, com 32.672 torcedores na Arena Fonte Nova.

O Vitória teve paciência para tocar a bola por 25 minutos. A ideia de Argel Fucks era tirar a posse do Bahia, que apostou bastante nas jogadas diretas, saindo dos zagueiros e buscando os pontas. O que se via na Arena Fonte Nova era uma troca de papeis bem interessante, mas que entregava perfeitamente a identidade de ambos: eles não sabem jogar de uma maneira diferente da que estão habituados.

Depois dos 25 minutos, tudo voltou ao normal. Enquanto o Bahia optava por reter a bola na defesa, sair com os volantes e buscar as articulações das jogadas com Régis, meia-armador destaque do time na temporada, o Vitória resolveu criar amplitude e profundidade com Gabriel Xavier, ponta pelo lado esquerdo, e o lateral-direito Patric. Ambos participaram do primeiro gol rubro-negro no jogo, marcado por Cleiton Xavier, aos 44 minutos do primeiro tempo. O Vitória ainda faria o segundo gol quatro minutos depois, em outra virtude do time de Argel: a bola parada ofensiva. Kanu cabeceou com força após cobrança de escanteio.

Clássicos são interessantes porque a atmosfera pode interferir diretamente no jogo. O Bahia, que ficou com um jogador a menos após expulsão do zagueiro Tiago no início do segundo tempo, conseguiu chegar ao gol em chute do lateral Eduardo, desviado no zagueiro Alan Costa. Mesmo com inferioridade numérica, o time de Guto Ferreira ganhou o meio-campo e deixou a partida com a cara esperada desde seu início: enquanto um time propunha o jogo, o outro era reativo – e muitas vezes perigoso. Ficou muito bem claro o que dois devem apresentar nas semifinais da Copa do Nordeste.

Lógico que Bahia e Vitória devem ganhar novas facetas até o início do Campeonato Brasileiro, mas a identidade já está exposta. Até lá, provavelmente, mais quatro Ba-Vis para esquentar ainda mais o ano de 2017.

Aderbal Monteiro

- Advertisment -
WhatsApp Image 2021-08-18 at 5.26.23 PM
Screenshot_3
549874643216798-4
f54459f1-2954-40f7-b3a6-7858147561ae
IMAGEM

Mais lidas