quarta-feira, maio 18, 2022
BNR-728X90-RENOVACAO---SOCIAL
BNR-728X90-RENOVACAO---ILUMINACAO
BNR-728X90-RENOVACAO---PAVIMENTACAO
HomeFutebol InternacionalNuzman foi "essencial" para acerto de propina. "Quadrilha" viajou junta 18 vezes,...

Nuzman foi “essencial” para acerto de propina. “Quadrilha” viajou junta 18 vezes, diz MPF

O trio formado por Carlos Arthur Nuzman, o ex-governador Sérgio Cabral e o empresário Arthur Soares viajou dezoito vezes juntos para acertar o pagamento de propina para a escolha do Rio de Janeiro como sede da Olimpíada de 2016. O levantamento das viagens foi detalhado pela força-tarefa da Lava-Jato na operação Unfair Play, deflagrada na manhã desta terça-feira, pela Polícia Federal no Rio.

De acordo com os procuradores, eles estiveram em cidades e países como Estados Unidos, Paris, Copenhague, na Dinamarca, entre outras localidades na Europa. Chamou a atenção do MPF, a presença do empresário na comitiva, uma vez que Cabral e Nuzman seriam os naturais representantes do país no exterior na campanha para a eleição.

“É natural que Nuzman e Cabral estivessem na cidade, o que causa estranheza é a presença do empresário Arthur Soares”.

Os procuradores ainda frisam o fato de que Soares tinha “interesse evidente e direto” na realização da Olimpíada.

“Arthur Soares, sócio de dezenas de empresas prestadoras de serviços ao Estado do Rio de Janeiro, tinha interesse evidente e direto na realização desse grande evento esportivo: vultuosas quantias de investimento da União e a abertura de uma imensa janela de oportunidades para exponenciar os contratos não apenas com o Estado do Rio de Janeiro, mas também como o Município do Rio de Janeiro e com o Comitê Olímpico Rio 2016”

REPRODUÇÃO

Intersecção mostra quando Cabral, Nuzman e 'Rei Arthur' viajaram juntos
Intersecção mostra quando Cabral, Nuzman e ‘Rei Arthur’ viajaram juntos

Em relatório entregue à Justiça Federal, o MPF afirma que Nuzman foi “essencial” para o acerto da propina em troca de votos do continente africano à candidatura do Rio.

“Sem a presença e negociação entabulada por Carlos Arthur Nuzman, a engenhosa e complexa relação corrupta aqui narrada poderia não alcançar o sucesso que efetivamente alcançou”

No parágrafo abaixo, o MPF coloca Nuzman como “integrante de organização criminosa”:

“Em uma linha cronológica, é possível até mesmo entender a alegria dos integrantes da organização criminosa, ao comemorarem em Paris  na conhecida ‘farra do guardanapo’

REPRODUÇÃO

Como funcionou o esquema até chegar à eleição dos Jogos de 2016, segundo investigação
Como funcionou o esquema até chegar à eleição dos Jogos de 2016, segundo investigação

 

Abaixo, o detalhamento das viagens feitas pelo trio.

REPRODUÇÃO

As vezes em que Cabral, Nuzman e 'Rei Arthur' viajaram juntos para o exterior
As vezes em que Cabral, Nuzman e ‘Rei Arthur’ viajaram juntos para o exterior

Carlos Arthur Nuzman figura como investigado na operação Unfair Play.

- Advertisment -
WhatsApp Image 2021-08-18 at 5.26.23 PM
Screenshot_3
549874643216798-4
f54459f1-2954-40f7-b3a6-7858147561ae
IMAGEM

Mais lidas