sábado, julho 2, 2022
BNR-728X90-RENOVACAO---SOCIAL
BNR-728X90-RENOVACAO---ILUMINACAO
BNR-728X90-RENOVACAO---PAVIMENTACAO
HomeBrasileirão - Serie AOpinião: Fortaleza terá que mostrar que superou ausência de Ceni justamente contra......

Opinião: Fortaleza terá que mostrar que superou ausência de Ceni justamente contra… Ceni

A saída de Rogério Ceni do Fortaleza foi abrupta. Doeu e deixou marcas no torcedor. Ceni é hoje um dos melhores técnicos do Brasil. Não à toa está no comando do Flamengo. E o baque da saída do técnico ainda é sentida pelo elenco do Leão em campo. O Fortaleza, contra o Ceará, fez um jogo sem brio. Desorganizado em campo, não levou perigo ao goleiro adversário. Em 2020, os Clássicos-Rei foram equilibrados, com estratégias bem pensadas pelos comandantes de cada equipe. Mas, no domingo (20), o domínio do Ceará foi amplo. E incontestável.

É bem verdade que, antes mesmo de Ceni sair, o Fortaleza já vinha instável. Perdeu para Fluminense e Athletico. Quando o comandante foi para o Flamengo, o Fortaleza somava 24 pontos, estava na zona de classificação para a Sul-Americana e respirava aliviado, embora com resultados recentes desfavoráveis. Mas o Fortaleza se mostrou competitivo em várias rodadas. Contra o Bahia, já sem Ceni, houve nova derrota por 2 a 1.

Sob o comando de Chamusca, o Fortaleza não fez um jogo ruim contra o São Paulo, mas perdeu. Contra o Vasco, foi superior, mas empatou. Venceu o Botafogo e parecia que ia engrenar uma evolução. No entanto, contra o Goiás, o Fortaleza novamente teve chances desperdiçadas e amargou um empate na Arena Castelão. Contra o Corinthians, outra igualdade, agora sem gols.

Ceni, ainda no Fortaleza — Foto: Kid Junior / SVM

Ceni, ainda no Fortaleza — Foto: Kid Junior / SVM

Se no primeiro turno bateu o Bragantino de forma incontestável, o Fortaleza amargou um atuação abaixo contra o adversário e perdeu. O Clássico-Rei era vital ao time. E se tornou ainda mais tenso com a vitória do Vasco sobre o Santos, chegando aos 28 pontos. Clássico-Rei não costuma ter favorito, são jogos sempre abertos, em que quase ninguém se arrisca a apontar um vencedor antes de a bola rolar.

Neste domingo (20), no primeiro tempo, o Fortaleza assistiu às tentativas do Ceará de fazer gols e a Felipe Alves em defesa de pênalti. No segundo tempo, sofreu os dois gols. Um resultado que o deixa próximo à zona de rebaixamento, com 30 pontos.

Marcelo Chamusca, técnico do Fortaleza — Foto: Kid Jr. / SVM

Marcelo Chamusca, técnico do Fortaleza — Foto: Kid Jr. / SVM

O reencontro com Rogério Ceni não será confortável. Se antes o Fortaleza tinha um certo alívio na tabela da Série A, ele não existe mais. E, mais que isso, o Fortaleza precisa reencontrar o bom futebol, os gols, o bom toque de bola, a construção da jogada que parte de Felipe Alves até a zona ofensiva…

Marcelo Chamusca, em coletiva, já pontuou que pode mudar o esquema tático contra o Flamengo. Pode ser uma tentativa de deixar o time com um perfil mais parecido com o dele. O Fortaleza ainda joga com o esquema tático que era “a cara” de Rogério Ceni. Mas que não vem surtindo efeito com o técnico. São sete jogos, uma vitória apenas. A cobrança da torcida nas redes sociais, principalmente, aumentou.

Rogério conseguia extrair um futebol do elenco do Fortaleza que ainda não vimos com Chamusca. E a possibilidade de retomada da qualidade é, justamente, contra o velho conhecido dentro de casa. Fortaleza terá que provar que superou ausência de Ceni justamente contra… Ceni.

- Advertisment -
WhatsApp Image 2021-08-18 at 5.26.23 PM
Screenshot_3
549874643216798-4
f54459f1-2954-40f7-b3a6-7858147561ae
IMAGEM

Mais lidas