quinta-feira, maio 19, 2022
BNR-728X90-RENOVACAO---SOCIAL
BNR-728X90-RENOVACAO---ILUMINACAO
BNR-728X90-RENOVACAO---PAVIMENTACAO
HomeBahiaOs maiores Únicos campeões brasileiros da região decidirão CNE

Os maiores Únicos campeões brasileiros da região decidirão CNE

Com o triunfo de 2 a 0 diante do Santa Cruz, o Sport Recife chegou à final da Copa do Nordeste 2017 para enfrentar o Bahia numa final que reunirá os dois maiores clubes e únicos campeões brasileiros da região.

Em campo, estarão três títulos brasileiros (2 do Bahia e 1 do Sport), um da Copa do Brasil  e 86 estaduais (46 do Bahia – 46 e 40 do Sport).

Além disso, Bahia e Sport também detêm as duas maiores torcidas do Nordeste, que prometem lotar a Ilha do Retiro e a Fonte Nova nesta reedição da final da “Lampions League” de 2001 – vencida pelo Esquadrão.

Por ter feito a melhor campanha, o Bahia possui a vantagem de decidir o caneco dentro da Arena Fonte Nova, no dia 24 de maio. A primeira partida será no Recife, no dia 17.

*Campanhas:

Bahia: 23 pontos; 7 triunfos, 2 empates e 1 derrota; 21 GP e 4 GC
Sport: 19 pontos; 6 triunfos, 1 empate e 3 derrotas; 19 GP e 11 GC

A disputa entre o Tricolor baiano e o Leão pernambucano pelo status de “maior do Nordeste” é antiga e começou em 1932. São 84 jogos, com vantagem tricolor, com 35 triunfos, 28 empates e 21 vitórias do rubro-negro.

Um dado interessante no retrospecto dos confrontos entre Bahia e Sport é que o clube pernambucano sempre está no caminho tricolor nas nossas grandes conquistas.

Em 1959, ano do primeiro título brasileiro do Esquadrão, teve embate pelas quartas de final com três jogos eletrizantes: o Tricolor venceu dois e perdeu um, avançando na competição.

Em 88, ano do bi, novamente pelas quartas de final do Brasileiro, dois empates (1 a 1 e 0 a 0) garantiram a classificação do Bahia.

Já houve confrontos decisivos entre Bahia e Sport na Copa do Nordeste, com direito a 3 semifinais e 1 final. O Tricolor despachou o Leão em 3 oportunidades.

Na edição de 1994, semifinal, empate em 1 a 1 no tempo normal e triunfo pernambucano nos pênaltis, por 4 a 3.

Três anos mais tarde (1997), novamente semi, deu Bahia, após empates em 0 a 0 na Fonte Nova e 1 a 1 na Ilha do Retiro.

Em 2001, o confronto foi pela grande final, na Fonte Nova, com uma exibição de gala do Bahia e 3 a 1 no placar.

Em 2015, também pela semifinal, 0 a 0 na Ilha e triunfo tricolor por 3 a 2 na Arena Fonte Nova.

Agora serão mais dois jogos dentro desta rica história e mais uma oportunidade para ver quem manda no Nordeste.

- Advertisment -
WhatsApp Image 2021-08-18 at 5.26.23 PM
Screenshot_3
549874643216798-4
f54459f1-2954-40f7-b3a6-7858147561ae
IMAGEM

Mais lidas