quinta-feira, maio 19, 2022
BNR-728X90-RENOVACAO---SOCIAL
BNR-728X90-RENOVACAO---ILUMINACAO
BNR-728X90-RENOVACAO---PAVIMENTACAO
HomeDESTAQUESPequeno Arthur é apontado como possível sucessor de Allan do Carmo

Pequeno Arthur é apontado como possível sucessor de Allan do Carmo

Aos 10 anos já se destacando com o título da natação mirim da Campeonato Norte-Nordeste, o nadador baiano Arthur Dantas surge como potencial sucessor do campeão mundial de maratona aquática Allan do Carmo.

“Pode apostar que ele tem condições de ser um sucessor de Allan”, afirmou Edvaldo Valério, um dos dois treinadores que já tiveram oportunidade de orientar o jovem atleta.

Valério conta que, ao treinar Arthur em 2014, teve certeza do futuro promissor do atleta. “É um moleque que tem talento e, o mais importante, quer ser campeão, tem vontade”, completou o ex-nadador, que, em Sydney-2000, foi bronze no revezamento 4×100 m livre, sendo o único baiano medalhista olímpico na natação.

Ao invés da piscina, Valério defende a vocação do garoto Arthur para provas de longa distância. Certeza também de Rafael Spínola, atual treinador de Arthur no Clube de Empregados da Petrobras (Cepe).

“Estou treinando Arthur há três anos. Ele é corajoso, dedicado, nada bem e sem dúvida pode ser um sucessor de ‘Zoião'”, acredita Spínola, referindo-se ao campeão mundial de maratonas aquáticas pelo apelido que Allan tinha na época de mirim.

Irmão da tricampeã mundial de maratona aquática Ana Marcela, George Cunha é outro ex-técnico de Arthur otimista quanto ao futuro promissor do menino: “Para ser sucessor de Allan acho muito cedo, mas ele tem potencial. Sem dúvida é uma grande promessa da maratona aquática”.

Como tem apenas 10 anos, Arthur ainda não pode competir em provas grandes, de 2.500 m por exemplo. Isso só quando completar 13 anos, de acordo com o regulamento das maratonas aquáticas.

Campeão mirim

Enquanto isso, ele vai vencendo provas menores, de 600 m. Na última delas, faturou o ouro no Brasileiro, em novembro, na etapa de Inema. A prova teve largada feita por Allan do Carmo, que dá as boas vindas àquele para poderá passar o bastão. “Hoje, para mim, é muito importante ter um sucessor e outros atletas em evidência porque isso fortalece a maratona aquática. É interessante ter essa continuidade na Bahia”, garantiu Allan, que, por coincidência, encontrou-se com Arthur no Porto da Barra no dia 9 de janeiro, quando concluiu em primeiro lugar a ‘Travessia Mar Grande/Salvador Sem Compromisso’.

Sem perder tempo, Arthur tirou fotos com o campeão mundial nas águas rasas do Porto. “Espero que ele dê continuidade a esse legado da Bahia, que já teve grandes nomes como Fábio Lima, Viviane Motti, Luís Eduardo, Lourival Quirino, eu e Ana Marcela. Vou torcer por ele”, completou Allan.

A resposta de Arthur foi dada em poucas palavras, apenas traçando alguns passos na carreira rumo ao título mundial. “Eu quero um dia nadar a Mar Grande/Salvador, quem sabe em 2020”, planeja.

Se o futuro é uma incógnita para Arthur, o apoio dos pais se mostra fundamental, assim como foi para Allan. Arthur é levado para treinos e competições pelos ‘paitrocinadores’ Cássia e Raimundo Dantas.

Arthur tem pressa em avançar conquistando vitórias na carreira, não necessariamente para também saltar do 1,40 m de altura para o 1,80 m que acha que terá. Ele quer muito se livrar de um problema no joelho que o atrapalha desde mais novo.

“O médico disse que vai parar com o tempo. Quando brincava de esconde-esconde e corria, o joelho soltava e eu caía. Até hoje é assim”, contou Arthur, lembrando como o problema começou. Mostrando coragem desde as primeiras vezes , ele mesmo se encarrega de recolocar o joelho no lugar.

- Advertisment -
WhatsApp Image 2021-08-18 at 5.26.23 PM
Screenshot_3
549874643216798-4
f54459f1-2954-40f7-b3a6-7858147561ae
IMAGEM

Mais lidas