quinta-feira, junho 30, 2022
BNR-728X90-RENOVACAO---SOCIAL
BNR-728X90-RENOVACAO---ILUMINACAO
BNR-728X90-RENOVACAO---PAVIMENTACAO
HomeBrasileirão - Serie APresidente do Fortaleza explica ausência de Boeck nos jogos: "Escolha do Rogério"

Presidente do Fortaleza explica ausência de Boeck nos jogos: “Escolha do Rogério”

A história recente do Fortaleza conta com jogadores como Marcelo Boeck como ídolos do clube. Mas desde a temporada passada, o destaque do acesso da Série C para a Série B em 2017, dos títulos da Segundona em 2018 e da Copa do Nordeste em 2019 vem perdendo espaço no time titular. Em 2020, o goleiro entrou em campo apenas uma vez, e sequer vem sendo relacionado para os jogos. Para o presidente do Tricolor, Marcelo Paz, a questão é uma opção técnica definida por Rogério Ceni.

– É uma questão técnica, de escolha do Rogério. Não me cabe e nunca fiz isso nem com Boeck, nem com outros jogadores. ‘Por que fulano não foi convocado? Por que fulano não jogou?’. Quando a gente tem um técnico como o Rogério, isso é conceito meu, a gente tem que trabalhar com pessoas melhores que a gente. E o Rogério entende mais de futebol que eu. Quando a gente confia na pessoa, tem que confiar nas decisões que são tomadas. Se a decisão é essa, tem que entender, olhar para frente. O Fortaleza é maior que o presidente, que o Rogério Ceni e qualquer jogador – declarou Paz em entrevista ao Diário do Nordeste.

Marcelo Boeck, goleiro do Fortaleza — Foto: JL Rosa/SVM

Marcelo Boeck, goleiro do Fortaleza — Foto: JL Rosa/SVM

Marcelo Boeck perdeu o posto de titular no Fortaleza principalmente após a chegada de Felipe Alves, que tem características de jogo mais semelhantes ao perfil exigido por Ceni. O goleiro tem contrato válido com o clube até dezembro deste ano, e Marcelo Paz acredita que não há problemas pessoais envolvendo goleiro e treinador.

– Cabe a ele (Ceni) selecionar, aprovar a contratação e relacionar para jogos. Ele em liberdade para fazer isso. A torcida cobra a presença do Boeck, mas eu tenho que respeitar a decisão do treinador, que está no dia a dia, que toma decisões, e as decisões são profissionais, são as melhores para o Fortaleza dentro de entendimento dele, não é questão pessoal, mas profissional. O Wellington fica no banco, o Osvaldo, o Quintero, é uma situação que ocorre com outros jogadores – pontuou Paz.

- Advertisment -
WhatsApp Image 2021-08-18 at 5.26.23 PM
Screenshot_3
549874643216798-4
f54459f1-2954-40f7-b3a6-7858147561ae
IMAGEM

Mais lidas