“Quem gosta de pular o Carnaval, não pode trabalhar no futebol”, afirma Geninho

0

Depois de um decepcionante empate sem gols diante do Frei Paulistano-SE, no domingo, 17, no Barradão, pela Copa do Nordeste, o elenco principal do Vitória terá um longo período de descanso. O próximo compromisso do Leão será somente daqui há 11 dias, quando recebe o CRB pelo mesmo torneio regional.

Em coletiva, logo após o duelo contra a equipe sergipana, o comandante Geninho falou em utilizar o tempo para recuperação física e psicológica dos atletas, em decorrência do cansaço gerado pelas últimas partidas.

“Vamos tentar recuperar essa moçada em cima do desgaste muito grande que a gente vem tendo. Desde o clássico que tem o desgaste, não só físico. Tivemos logo em cima uma viagem complicadíssima. Aí, tem um pouco de tempo e pega outro jogo. Desgaste está muito grande, alguns jogadores estão sentindo cansaço. A gente vai trabalhar de uma maneira bastante consciente. Vamos trabalhar a semana toda”, afirmou o técnico.

Coincidentemente, durante esse hiato de jogos do Leão, acontecerá justamente o Carnaval de Salvador. No entanto, de acordo com Geninho, o momento não é dos atletas pensarem na folia, e sim, voltar a mente para o futebol. Até o momento, o grupo profissional do Vitória não perdeu na temporada, entretanto, dos cinco jogos disputados, o grupo conquistou apenas uma vitória e quatro empates.

“Não tem folga de Carnaval. Mesmo porque, o jogo é na quinta-feira. Só vou dar uma folga no fim de semana. Pessoal vai ficar vendo o Carnaval na televisão. Dá pra ir lá dar uma olhadinha, mas não dá para curtir o Carnaval, principalmente na parte noturna, porque 8h da manhã o bicho está pegando aqui. Vamos trabalhar, escolhemos essa profissão, mas vamos ter o fim de semana”, declarou Geninho.

Mesmo com a folga do fim de semana, o comandante alertou que, quem quiser ir até a folia, não vai poder exagerar. “Sábado, provavelmente, quem quiser ver o Carnaval de Salvador mais de perto, tem todo direito. Desde que saiba onde vai curtir, não vai querer sair dentro de uma corda. Procura ir no camarotinho, na casa de um amigo perto do circuito. Eu vou aproveitar para ir até em casa, olhar a família, os netos. Quem gosta de pular o carnaval, não pode trabalhar no futebol”, concluiu.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here