O São Paulo entrou em campo para enfrentar o Santos, na Vila Belmiro, e, em qualquer outro ano recente, uma derrota por 3 a 0 com o time jogando mal e sofrendo pra algum moleque driblador da base dos caras era praticamente um fato. Foi de muito bom gosto, então, que tomassem do próprio remédio.

Uma atuação abaixo da média no primeiro tempo, um brilhantismo no segundo. Eu estou muito feliz, principalmente, com a postura do São Paulo dentro de campo. Que foi pra cima, não se intimidou com o adversário, com a dificuldade de vencer fora de casa ou com o placar adverso. Uma vitória sobre o Santos, na Vila, é só mais um passo para nós, mas dá tranquilidade pro time e nos enche de orgulho.

Rogério Ceni brilhou em seu primeiro clássico oficial, fez o time jogar bola e viu um peruano craque e um moleque abusado mostrarem que as coisas podem ser muito diferentes esse ano. Ainda é cedo pra pensar em títulos ou glória, mas só de ver esse futebol jogado, seja pela técnica ou pelo brio, já anima qualquer torcedor tricolor