segunda-feira, janeiro 17, 2022
BANNER_728x90px (3)
HomeDESTAQUESSantos desperdiça muitos gols, mas faz lição de casa e derrota Strongest...

Santos desperdiça muitos gols, mas faz lição de casa e derrota Strongest pela Libertadores

Não é exagero dizer que o Santos cansou de perder gols na noite desta quinta-feira. A equipe alvinegra poderia até ter construído uma placar mais largo, mas fez o suficiente para vencer o Strongest, da Bolívia, por 2 a 0, na Vila Belmiro, em Santos, pela Copa Libertadores.

O atacante Ricardo Oliveira, 36, marcou o primeiro de falta, aos 45 minutos do primeiro tempo. O volante Renato, 37, fez o segundo, de cabeça, aos 39 da etapa final. Mas o marcador poderia ser mais amplo se não fossem os gols perdidos por Bruno Henrique, Lucas Limas e Copete, especialmente no início do segundo tempo.

Na noite desta quinta-feira, o Santos jogou com a Vila Belmiro praticamente lotada. Foram 13.132 pagantes para uma renda de R$ 381.290,00.

No outro jogo do grupo o Santa Fé, da Colômbia, venceu o Sporting Cristal, do Peru, por 3 a 0, em Bogotá. Assim, o Santos lidera o Grupo 2 da Libertadores, com quatro pontos. O time colombiano e o Strongest vem na sequência, ambos com três. Os peruanos têm um.

Pela Libertadores, o Santos volta a jogar no dia 18 de abril, diante do Santa Fé enquanto o Strongest jogará contra o Sporting Cristal, em Lima, no mesmo dia.

  • Saco de pancadas?

Quem esperava ver goleada na Vila Belmiro, acabou vendo um jogo bem equilibrado no primeiro tempo. Os bolivianos foram além e até criaram bons lances ofensivos.

Basta dizer que logo aos 4 minutos o Strongest assustou os santistas. O meia Escobar cobrou falta do lado direito do ataque diretamente para o gol. Vladimir não conseguiu alcançar a bola, que explodiu no travessão e pingou em cima da risca do gol, mas não entrou.

  • Expulsão + gol

A torcida santista chegou a ficar aflita outras vezes. Não apenas com as chances do Strongest, mas também com as falhas ofensivas e gols perdidos pelos alvinegros.

Aos 42 minutos, ocorreu o lance que definiu o primeiro tempo. O volante Veizaga, que já tinha cartão amarelo, cometeu falta em Lucas Lima na entrada da área e foi expulso.

Ricardo Oliveira pegou a bola, colocou na marca da cobrança e cobrou na medida. A bola passou pela barreira, fez uma bela curva para a esquerda e entrou no gol. O goleiro Daniel Vaca não teve nem reação. Ficou imóvel olhando a bola na rede.

  • Chuva de gols… perdidos

Com um a mais e a vantagem no placar, o Santos jogou mais leve e criou boas chances de gol. Mas deixou os torcedores irritados pela quantidade de erros.

Foram tentos perdidos aos 4, aos 7, aos 8 e aos 9. Sempre com o Santos em vantagem numérica e com o jogador responsável pela finalização bem posicionado.

A torcida começou a se irritar, a reclamar e a pedir mais entrega aos jogadores.

  • Veterano dá a tranquilidade

Foi Renato, 37 anos, quem garantiu aos santistas a vitória.

Lucas Lima cobrou falta na área diretamente para Renato. O volante cabeceou e marcou o segundo gol, aos 39 minutos.

  • Próximos jogos

No próximo domingo, Santos encara o Palmeiras, na Vila Belmiro, em clássico válido pela nona rodada do Campeonato Paulista. O Strongest jogará somente em 2 de abril contra o Universitário de Sucre, em confronto válido pelo Campeonato Boliviano.

  • Ficha técnica
  • SANTOS 2 X 0 THE STRONGEST

    Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
    Data: 16 de março de 2017, quinta-feira
    Horário: 21h45 (de Brasília)
    Árbitro: Nestor Pitana
    Assistentes: Hernán Maidana e Juan Pablo Belatti
    Público: 13.132
    Renda: R$ 381.290,00
    Cartões amarelos: Walter Veizaga.
    Cartão vermelho: Walter Veizaga.

    GOLS: Ricardo Oliveira, aos 45 do 1°T; Renato, aos 39 do 2ºT.

    SANTOS: Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Renato (Leandro Donizete), Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno (Vladimir Hernández), Bruno Henrique (Copete) e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Júnior

    THE STRONGEST: Daniel Vaca; Diego Bejarano, Luis Maldonado, Fernando Marteli e Marvin Bejarano; Raúl Castro, Walter Veizaga e Jara; Chumacero, Escobar (Valverde) e Matías Alonso. Técnico: César Farías.

- Advertisment -
WhatsApp Image 2021-08-18 at 5.26.23 PM
Screenshot_3
549874643216798-4
f54459f1-2954-40f7-b3a6-7858147561ae
IMAGEM

Mais lidas