Santos vai mal em casa e não consegue ‘gordura’ antes da Libertadores

O Santos foi agraciado com uma tabela bem favorável no início do Campeonato Paulista. Afinal, a equipe comandada por Dorival Júnior teve uma sequência de quatro jogos “em casa”. Porém, mesmo após golear o Linense por 6 a 2 na estreia, o alvinegro não conseguiu aproveitar a chance para disparar no grupo D do torneio estadual.

Com duas derrotas seguidas dentro da Vila Belmiro para São Paulo e Ferroviária, respectivamente, a equipe saiu da zona de classificação para as quartas de final do torneio.

Além dos três jogos em Urbano Caldeira, o Peixe bateu o Red Bull Brasil por 3 a 2 no Pacaembu, pela segunda rodada. Apesar de ter o mando de campo, o Toro Loko decidiu mudar o duelo para o estádio paulistano, considerado a “segunda casa” do Santos.

A ideia da comissão técnica com essa sequência era alcançar uma “gordura” e atuar mais relaxado no Paulistão antes do próximo dia 9 de março, quando o alvinegro estreia na Libertadores, contra o Sporting Cristal, no Peru.

Porém, os resultados não vieram. Atualmente ocupando apenas a terceira colocação do grupo D, com seis pontos, o Peixe vai precisar “ralar” para recuperar a liderança no Paulista e jogar o torneio continental com mais tranquilidade. Afinal, o Peixe terá só mais três jogos (contra Ituano, Botafogo e Corinthians) antes de iniciar a disputa da Liberta.

“É início. Estamos um pouco na pré-temporada ainda. Quando tivermos todos os jogadores vai melhorar. Vamos desenvolver o futebol do ano passado e da primeira rodada. A bola não está entrando, mas tenho certeza que vamos responder dentro de campo. Temos que treinar. Libertadores é diferente. É mais na raça. Não podemos errar. Não podemos ter dúvida, não podemos ter medo. São duas competições diferentes. Tudo vai começar a dar certo quando ganharmos”, ressaltou o volante Thiago Maia.

Pela quinta rodada do Paulistão, o Santos entra em campo diante do Ituano nesta terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no estádio Novelli Júnior, em Itu.