segunda-feira, julho 4, 2022
BNR-728X90-RENOVACAO---SOCIAL
BNR-728X90-RENOVACAO---ILUMINACAO
BNR-728X90-RENOVACAO---PAVIMENTACAO
HomeBrasileirão - Serie A"Sim" de Dudu e promessa de Galiotte: por que agora é difícil...

“Sim” de Dudu e promessa de Galiotte: por que agora é difícil Palmeiras segurar atacante

Diferentemente do que ocorreu em janelas de transferências anteriores, desta vez será mais difícil o Palmeiras segurar Dudu, no entendimento da diretoria. O Al Duhail, do Catar, está disposto a pagar 13 milhões de euros (cerca de R$ 80 milhões) pelo atacante.

O valor é o dobro do que foi pago para contratá-lo em 2015. Coincidência ou não, em uma das várias vezes em que precisou convencer o jogador a ficar, o presidente Maurício Galiotte se comprometeu a liberá-lo diante de uma proposta pelo dobro da compra feita em 2015.

No ano passado, o que ajudou a segurar Dudu, depois de eleito o melhor jogador do Campeonato Brasileiro, foi uma nova valorização financeira. Desta vez, porém, com o salário que o jogador já recebe, e em meio à crise causada pela pandemia da Covid-19, outro aumento não é cogitado.

Mas isso não seria problema se o principal jogador do elenco não quisesse sair. ao ter conhecimento da proposta que deverá ser formalizada pelo Al Duhail, ele manifestou interesse em finalmente se transferir. Seu “sim” deu sinal verde às negociações, que podem ser concluídas neste fim de semana.

O salário oferecido pelo clube do Catar é consideravelmente superior ao que Dudu recebe atualmente no Brasil. Para o Palmeiras, a proposta – que inicialmente beira 13 milhões de euros – pode chegar a 15 milhões de euros (cerca de R$ 92 milhões), incluindo eventuais bônus.

Dudu tem contrato com o Palmeiras até o final de 2023. Campeão brasileiro duas vezes (2016 e 2018) e da Copa do Brasil de 2015, o camisa 7 é o jogador do atual elenco com maior número de jogos (305) e gols (70).

- Advertisment -
WhatsApp Image 2021-08-18 at 5.26.23 PM
Screenshot_3
549874643216798-4
f54459f1-2954-40f7-b3a6-7858147561ae
IMAGEM

Mais lidas