United presta homenagem para as vítimas do acidente aéreo de Munique

O dia 6 de fevereiro ficou marcado para sempre na memória dos torcedores do Manchester United. Não por conta de um título, ou uma grande partida, mas pelo acidente aéreo que a equipe sofreu no citado dia no ano de 1958 e que deixou 23 mortos na delegação, entre eles oito jogadores: Duncan Edwards, Roger Byrne, Mike Jones, Eddie Colman, Tommy Taylor, Lian Whelan, David Pegg e Geoff Bent. O clube dedicou um grande espaço em sua página oficial na internet nesta segunda-feira (6) para prestar homenagem às vítimas, nesses 59 anos de tragédia.

O Manchester United havia enfrentado o Estrela Vermelha de Belgrado, pelas quartas de final da Liga dos Campeões da Uefa. Após a partida, o voo BE609 da British Airways que regressava para a Inglaterra acabou sofrendo um grave acidente por conta de uma tempestade de neve quando tentava decolar pela terceira vez do Aeroporto de Munique.

O acidente causou uma enorme comoção em todo o mundo. Sete integrantes da delegação do Manchester United sobreviveram, entre eles Sir Bobby Charlton, considerado o maior jogador inglês de todos os tempos. Oito anos após a tragédia, ele estava na seleção inglesa que conquistou a Copa do Mundo em casa.