segunda-feira, janeiro 17, 2022
BANNER_728x90px (4)
HomeBahiaVale sonhar? Veja chances e o que o Bahia tem que fazer...

Vale sonhar? Veja chances e o que o Bahia tem que fazer para chegar a Libertadores

Décima posição na classificação do Campeonato Brasileiro, sete pontos de distância para a zona de rebaixamento, apenas a uma vitória de chegar à pontuação que os matemáticos acreditam ser a ideal para garantir a permanência na Primeira Divisão. Esta é a atual situação do Bahia no Brasileirão. Com a fuga do Z-4 encaminhada, o Tricolor pode se dar ao luxo de pensar em voos maiores. Nesse momento, o time integra a zona de classificação para a Copa Sul-Americana. Mas também não está distante da Libertadores. É possível chegar lá? O GloboEsporte.com checou as possibilidades.

Após a vitória sobre a Ponte Preta, o técnico Paulo Cézar Carpegiani comentou a situação do Bahia no Brasileirão. Embora não tenha revelado de forma concreta quais são os objetivos do time, o treinador deixou claro que o time pode, sim, sonhar com “algo melhor” na competição.

– Nós temos conseguido os pontos necessários para fazer uma boa campanha e poder olhar ali na frente. Acredito que a partir agora a gente possa, sim, sonhar com algo melhor na frente. Mas nós temos que apresentar melhor cada vez mais nesses seis jogos.

Com 42 pontos, o Bahia está a cinco pontos do Flamengo, clube que abre o G-7. Segundo o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, o time baiano tem 7% de chance de conquistar uma vaga para a Libertadores. Nesse ponto, é válido ressaltar que o G-7 pode se transformar em G-9 caso Flamengo e Grêmio conquistem as edições da Libertadores e Sul-Americana de 2017. O que seria ainda mais positivo para o Bahia, que está a um ponto do São Paulo, nono colocado. Mas, para além dessa projeção, é possível analisar a situação da equipe baiana a partir do que o Brasileirão mostrou em anos anteriores.

Paulo Cézar Carpegiani completou, no último domingo, seis jogos à frente do Bahia. O retrospecto é de três triunfos, dois empates e uma derrota: portanto, conquistou 11 pontos, dos 18 pontos em disputa. Ainda faltam mais seis jogos para o Tricolor – Avaí, Atlético-MG, Santos, Sport, Chapecoense e São Paulo -, e a pergunta que fica é: se, nesta reta final, Carpegiani repetir o aproveitamento dos primeiros seis jogos, é possível fazer o Bahia chegar ao G-7? A resposta, com base nas edições anteriores do Brasileiro é: seria difícil.

Se repetir o aproveitamento dos primeiros seis jogos com Carpegiani, o Bahia vai chegar a 53 pontos. Desde que o Campeonato Brasileiro passou a ser disputado por 20 clubes, apenas em uma edição o sétimo colocado terminou a sua participação com 53 pontos – o Botafogo, em 2008. Nas outras dez edições, a média de pontuação dos times que ficaram em sétimo lugar foi de, aproximadamente, 57 pontos.

E, para chegar aos 57 pontos, o que o Bahia teria que fazer, então? O primeiro ponto é seguir à risca o manual do bom mandante, algo que o time, por sinal, já faz bem. O Tricolor tem a quarta melhor campanha jogando em casa, com nove vitórias em 16 jogos. A equipe ainda passa por uma boa sequência, com três triunfos seguidos na Fonte Nova. Os próximos adversários são: Atlético-MG, Santos e Chapecoense.

E não vai bastar o bom aproveitamento em casa. Para chegar aos 57 pontos, caso vença todos os jogos em casa, o Tricolor precisaria vencer mais duas partidas fora de Salvador. Os adversários são: Avaí, Sport e São Paulo. Nesse momento, o Bahia tem apenas a 18ª melhor campanha como visitante, com duas vitórias em 16 jogos. O retrospecto com Carpegiani é de dois empates e uma derrota nos três jogos realizados.

- Advertisment -
WhatsApp Image 2021-08-18 at 5.26.23 PM
Screenshot_3
549874643216798-4
f54459f1-2954-40f7-b3a6-7858147561ae
IMAGEM

Mais lidas