Se Luis Fabiano e Paolo Guerrero alimentarão a rivalidade criada na semana do clássico pela semifinal da Taça Guanabara, só o tempo irá dizer. Um elemento comum a Vasco e a Flamengo, porém, pode uni-los: a pontaria de cada um dos ataques.

No Flamengo, o atacante peruano já é fundamental para que a equipe balance tanto as redes como neste início de Campeonato Carioca. Já no Vasco, Luis Fabiano tem a chance de corrigir um problema que incomoda até aqui.

O Flamengo chuta, em média, 15 vezes a gol por jogo. O time marcou, porém, 17 vezes no Carioca, o mesmo que dizer que precisou de cerca de 4,4 finalizações para marcar. Se o número parece satisfatório, a marca de Guerrero é ainda melhor.

O centroavante tem seis tentos até aqui em 2017, tendo chutado 15 vezes a gol. A bola entra, portanto, a cada 2,5 tiros do peruano, que tem aproveitamento de 53% mas finalizações.