quinta-feira, maio 19, 2022
BNR-728X90-RENOVACAO---SOCIAL
BNR-728X90-RENOVACAO---ILUMINACAO
BNR-728X90-RENOVACAO---PAVIMENTACAO
HomeDESTAQUESVitória bate o Corumbaense no Barradão e vai à terceira fase na...

Vitória bate o Corumbaense no Barradão e vai à terceira fase na Copa do Brasil

Sem poder rodar o elenco pela limitação que o mesmo apresenta e com mais jogos no calendário que o rival, o Vitória chega, teoricamente, mais desgastado para o Ba-Vi de domingo, o primeiro do ano, no Barradão.

No entanto, estará com o moral em dia devido à classificação garantida nesta quitna-feira, 15, para a terceira fase da Copa do Brasil. E o jogo, fácil a partir do momento do primeiro gol, ainda permitiu ao time dar aquela relaxada no tempo complementar, já pensando no clássico. No fim, o triunfo por 3 a 0 sobre o Corumbaense, na Toca, ainda rendeu prêmio de R$ 1,4 milhão pela passagem de fase.

No próximo desafio, o Rubro-Negro encara o vencedor do duelo entre Bragantino e Altos-PI, que se enfrentam na próxima quarta-feira.

Início lento

A partida começou em câmera lenta, com o Corumbaense exibindo uma esperada postura retraída e o Vitória tendo de trabalhar a bola no meio-campo. Não era fácil imprimir rapidez, sua especialidade.

O time até ensaiou alguns momentos de pressão, mas não foi capaz de criar nenhum lance de perigo na metade inicial da primeira etapa. Limitadíssimo, o time do Pantanal chegou mais perto – acredite se puder! – de abrir o placar.

Aos 10 minutos, em contra-ataque, Willian chutou por cima. Aos 32, o mesmo Willian cobrou escanteio, Fernando Miguel falhou na saída do gol e, com a meta à disposição, Igor Pimentel cabeceou no alvo. Porém, André Lima salvou em cima da linha.

Empolgação pantaneira que resultou no lance inaugural de perigo do Leão, usando sua principal força: o contragolpe em velocidade. Após sobra de escanteio ofensivo, a zaga dos visitantes se desarrumou, Rhayner tabelou com Neilton e tocou para Yago. Ele chutou cruzado e balançou a rede.

Deixa para o Rubro-Negro ficar mais tranquilo em campo. Sensação resultante também de uma mudança importante efetuada por Mancini. Demonstrando insegurança improvisado na lateral direita, o meio-campista Lucas Marques foi deslocado para seu setor de origem. Por sua vez, o volante José Welison – em boa forma mesmo voltando de lesão, em sua primeira partida no ano – passou para a lateral, com competência mesmo não sendo também sua posição.

Aos 37, Bryan mandou bomba de longe e assustou. Cinco minutos depois, Yago entrou driblando da direita para a esquerda e exigiu grande defesa de Carlão. Na sequência, Rhayner por pouco não marcou em duas boas oportunidades.

Passeio que continuou no segundo tempo. Aos quatro minutos, José Welison e André Lima ensaiaram jogada que se repetiria mais tarde, aos sete, com bola na rede. Cruzamento perfeito do volante improvisado e gol de cabeça do atacante.

Aí, o Vitória pôde começar a apenas administrar o jogo, já guardando um gás para o Ba-Vi de domingo. Jogadores importantes, como Wellison e Rhayner, foram logo substituídos e a equipe diminuiu um pouco o ritmo.

O que não significa que o time deixou de ir à frente. Aos 19 e aos 25, Neilton desperdiçou chances claras. Aos 38, depois de bela jogada individual de Bryan, Jonatas Belusso – que havia entrado no lugar de André Lima – fez seu primeiro gol pelo Vitória para fechar o marcador.

- Advertisment -
WhatsApp Image 2021-08-18 at 5.26.23 PM
Screenshot_3
549874643216798-4
f54459f1-2954-40f7-b3a6-7858147561ae
IMAGEM

Mais lidas