quinta-feira, maio 19, 2022
BNR-728X90-RENOVACAO---SOCIAL
BNR-728X90-RENOVACAO---ILUMINACAO
BNR-728X90-RENOVACAO---PAVIMENTACAO
HomeSem categoriaWimbledon muda regra do quinto set e termina com jogos "infinitos" na...

Wimbledon muda regra do quinto set e termina com jogos “infinitos” na competição

O tênis colocou um fim nas partidas “infinitas”, sem um limite para serem encerradas, nesta sexta-feira. Wimbledon, o único torneio que ainda não havia aderido a um tie-break no último set, decidiu que fará mudanças nas regras para 2019. Na próxima temporada, se no quinto set seguir empatado até o 12/12, os jogadores envolvidos vão definir um vencedor através do game desempate em tie-break.

– Esse momento chegou. Embora a gente saiba que as ocorrências de partidas que se estendem demais no último set são raras, achamos que o tie-break após 12/12 ainge um equilíbrio justo entre permitir aos jogadores uma oportunidade de completar a partida, ao mesmo tempo em que proporciona certeza de que a partida vai chegar a uma conclusão em um prazo aceitável – disse o presidente do All England Lawn Tennis Club, Philip Brook.

John Isner e Nicolas Mahut em Wimbledon 2010 na partida mais longa da história do tênis — Foto: Hamish Blair/Getty Images

John Isner e Nicolas Mahut em Wimbledon 2010 na partida mais longa da história do tênis — Foto: Hamish Blair/Getty Images

A discussão sobre partidas longas demais no tênis voltou à tona na edição deste ano de Wimbledon, quando o sul-africano Kevin Anderson venceu o americano John Isner na semifinal do torneio em um jogo que durou 6h36 e teve 26/24 no último set.

O confronto deste ano foi o terceiro mais longo de toda a história do tênis, perdendo apenas para João “Feijão” Souza x Leonardo Mayer, na Copa Davis de 2015, com 6h43, e para o duelo histórico de 11h06 também em Wimbledon, em 2010, entre John Isner e Nicolas Mahut que terminou em 70/68 no quinto set.

- Advertisment -
WhatsApp Image 2021-08-18 at 5.26.23 PM
Screenshot_3
549874643216798-4
f54459f1-2954-40f7-b3a6-7858147561ae
IMAGEM

Mais lidas